Chá quente

Cúmulos...

Crónicas de Segunda 9

Crónicas de Segunda 8

Crónicas de Segunda 7

Antíteses portuguesas

Chá frio

Maio 2015

Junho 2014

Abril 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Novembro 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Chás mais bebidos

quem já bebeu
quem já bebeu
quem já bebeu
quem já bebeu

O Bule

todas as tags

Quarta-feira, 31 de Março de 2010

Reencontro UViano

O convite chega-nos de Ponte de Lima.
O UViano Ricardo Campelo de Magalhães "convoca" todos os antigos alunos da UV para um Almoço de Reencontro.
Está marcado para dia 1 de Maio, no Restaurante "Sonho do Capitão", em Ponte de Lima.

uma infusão de Paulo Colaço às 22:54
link directo | vai uma chávena?

...

Eláááá!

O editor de posts do Sapo está diferente...

 

uma infusão de Paulo Colaço às 20:49
link directo | vai uma chávena?
Domingo, 21 de Março de 2010

Xiiiii

uma infusão de Paulo Colaço às 23:11
link directo | vai uma chávena?

3-0

Sou do Benfica
E isso me envaidece
Tenho a genica
Que a qualquer engrandece
Sou de um clube lutador
Que na luta com fervor
Nunca encontrou rival
Neste nosso Portugal.

Ser Benfiquista
É ter na alma a chama imensa
Que nos conquista
E leva à palma a luz intensa
Do sol que lá no céu
Risonho vem beijar
Com orgulho muito seu
As camisolas berrantes
Que nos campos a vibrar
São papoilas saltitantes.

 

uma infusão de Paulo Colaço às 21:30
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Sexta-feira, 19 de Março de 2010

Efeméride a fechar o grande dia

Esses seus cabelos brancos, bonitos, esse olhar cansado, profundo
Me dizendo coisas, num grito, me ensinando tanto do mundo...
E esses passos lentos, de agora, caminhando sempre comigo,
Já correram tanto na vida,
Meu querido, meu velho, meu amigo
Sua vida cheia de histórias e essas rugas marcadas pelo tempo,
Lembranças de antigas vitórias ou lágrimas choradas, ao vento...
Sua voz macia me acalma e me diz muito mais do que eu digo
Me calando fundo na alma
Meu querido, meu velho, meu amigo
Seu passado vive presente nas experiências
Contidas nesse coração, consciente da beleza das coisas da vida.
Seu sorriso franco me anima, seu conselho certo me ensina,
Beijo suas mãos e lhe digo
Meu querido, meu velho, meu amigo
Eu já lhe falei de tudo,
Mas tudo isso é pouco
Diante do que sinto...
Olhando seus cabelos, tão bonitos,
Beijo suas mãos e digo
Meu querido, meu velho, meu amigo

 

(aqui postado o som)

 

uma infusão de Paulo Colaço às 21:59
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)

A festa

Saí de casa para deitar o lixo.

O Benfica estava empatado 1-1.

Já lá fora, ouvi dois foguetes.

Sim, o Glorioso tinha marcado.

Este jogo assinalou também o 100º golo do Benfas.

Belo!

 

uma infusão de Paulo Colaço às 00:46
link directo | vai uma chávena?
Quinta-feira, 18 de Março de 2010

Directas PSD: o Psico-Debate

Será mais um debate do Psicolaranja e o seu terceiro debate com as candidaturas às Directas no PSD. Um evento aberto a todos os interessados.

 

Dia: 23/Março (terça)
Local: Sede PSD
Hora: 21.30h
Moderador: José Manuel Fernandes
Representante JPAB: Diogo Vasconcelos
Representante PPC: Pedro Pinto
Representante PR: José Luís Arnaut

 

uma infusão de Paulo Colaço às 23:47
link directo | vai uma chávena?
Sábado, 13 de Março de 2010

Nomes do "intigamente"

Incorporação desactivada...

 

 

O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 00:03
link directo | vai uma chávena?
Sexta-feira, 12 de Março de 2010

Congresso do PSD

No meu primeiro Congresso da JSD, o Pedro Passos foi eleito para o seu último mandato.

No meu primeiro Congresso do PSD, Cavaco Silva completou o seu último mandato.
Os Congressos são momentos de chegadas e partidas, encontros e reencontros, abraços, sorrisos amarelos, disputas, alegrias, desilusões, mais abraços e muita esperança no futuro.
 
Apesar de tudo isto se voltar a perspectivar no Congresso que amanhã começa, este será um encontro estranho, encravado na luta de candidaturas anunciadas e ensombrado por vindas sebastiânicas, de Santana a Marcelo.
 
Pelo meio há uma revisão estatutária, a quem poucos estarão a dar importância. Não fosse o perigo de poderem incidir sobre o PSEC (Processo Sufrágico em Curso), ninguém falaria da revisão.
Mas a segunda volta não é o único ponto que devemos considerar para uma revisão estatutária, que deve ser pensada pela próxima liderança.
As secções temáticas, a obrigatoriedade de formação política interna, as secções exclusivamente concelhias, a integração da Área Oeste na distrital de Lisboa, a liberdade de escolha do local da militância, subscrição electrónica de moções, a aprovação de uma “carta programática” que dê continuidade ao trabalho de Marques Mendes, “and so no”.
 
Eu lá estarei, na certeza de que sei muito bem o que não quero para o Partido, e de mente aberta para aceitar o que de melhor ali for proposto.
 

 

uma infusão de Paulo Colaço às 00:06
link directo | vai uma chávena?

passaram as tascas

Já acabou a 25ª Edição da Feira das Tasquinhas.

Foram 10 dias de incrível animação.

Registo a presença em Rio Maior de inúmeros amigos, rapaziada da JSD e camaradas da luta :)

Para o ano há mais.

 

uma infusão de Paulo Colaço às 00:00
link directo | vai uma chávena?
Segunda-feira, 1 de Março de 2010

Cruvas e Estradas

uma infusão de Paulo Colaço às 03:32
link directo | vai uma chávena?

Servido por

Paulo Colaço

pesquisar aqui

 

Instagram

Instagram

Outras infusões

subscrever feeds

Analytics

Chávenas recentes

If justice would ever Justa there would be so many...
Outra versão interessante encontrada no tubo. http...
Alguém que diz que, num casal homossexual, "um hom...
Deixemo-nos de ingenuidades...a rédea curta nos ga...
Caro António Saraiva, uma releitura do título dest...