Chá quente

Palavras que escorrem san...

Palavras que escorrem san...

O Comunismo e o seu fraca...

Humor de Misha XII

O significado de GULAG

Chá frio

Maio 2015

Junho 2014

Abril 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Novembro 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Chás mais bebidos

quem já bebeu
quem já bebeu
quem já bebeu

O Bule

todas as tags

Terça-feira, 17 de Agosto de 2010

Palavras que escorrem sangue II - Gulag

Administração Geral dos Campos de Trabalho Correcional e Colônias

Eis o significado de Gulag, os campos de trabalhos forçados para as "vítimas" do Estalinismo.

Opositores a José Estaline eram para ali encaminhados para anos de pura escravatura em situação estrema, siberiana.

 

uma infusão de Paulo Colaço às 04:04
link directo | vai uma chávena?
Sábado, 14 de Agosto de 2010

Palavras que escorrem sangue I - Bolchevique

Foi assim que ficaram conhecidos os membros do Partido Operário Social-Democrata Russo que apoiaram Lenine e a estratégia revolucionária no Congresso de 1903 do partido.

Lenine defendia revolução armada (se preciso fosse).

Em oposição estiveram os Mencheviques, muito mais moderados.

Bolchevique significa "maioritário" e Menchevique "minoritário".

Adivinhe-se quem ganhou esse Congresso...

 

uma infusão de Paulo Colaço às 03:34
link directo | vai uma chávena?
Segunda-feira, 5 de Abril de 2010

O Comunismo e o seu fracasso genético

Um professor de economia foi confrontado com uma turma que insistia nos benefícios do comunismo: “ninguém seria pobre e ninguém seria rico, tudo seria igualitário e justo”, diziam os alunos.

 

Incapaz de convencer os alunos que o comunismo não era funcional, propôs uma experiência. Em vez de dinheiro, usariam as notas.

 

Todas as notas seriam concedidas com base na média da turma. Na sequência dos primeiros testes, todos ficaram com 14. Quem estudou com dedicação ficou indignado, mas os alunos que não se esforçaram muito deliraram com o “resultado” do comunismo.

 

No segundo exame, o comportamento da turma foi o seguinte: os preguiçosos estudaram ainda menos (esperavam tirar notas boas de qualquer forma) e os que habitualmente estudavam bastante resolveram relaxar, visto que o seu esforço jamais seria premiado na divisão das notas. Média geral? Foi 10…

 

Ninguém gostou.

 

Depois do terceiro teste, a média geral foi um 5.

 

As notas não voltaram a patamares mais altos, mas as desavenças entre os alunos, buscas por culpados e palavrões passaram a fazer parte da atmosfera das aulas daquela classe. O sentimento de injustiça passou a fazer parte daquela turma. E ninguém estava disposto a estudar para beneficiar o resto da turma. Portanto, todos os alunos chumbaram à cadeira... Para sua total surpresa.

 

No final, o professor explicou que "quando a recompensa é grande, aumenta o esforço pelo sucesso, pelo menos para alguns de nós. Mas quando o governo elimina todas as recompensas ao trabalho, sucesso e produtividade, então o fracasso é inevitável."

 

Premiar a preguiça desmoraliza quem trabalha.

 

(in cenas que recebo na caixa de mail)

 

O Bule:
uma infusão de Paulo Colaço às 13:51
link directo | vai uma chávena?
Terça-feira, 24 de Novembro de 2009

Humor de Misha XII

A ONU criou o Prémio da Não-Ingerência, que galardoava anualmente o Estado que menos se intrometesse nos assuntos internos de outro Estado. Durante uma década a Bulgária ganhava sempre o prémio.

Era tão respeitadora do princípio da não-ingerência que nem nos seus próprios assuntos internos de intrometia...

 

O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 17:19
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (2)
Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009

O significado de GULAG

 Administração Geral dos Campos de Trabalho Correcional e Colónias

 

uma infusão de Paulo Colaço às 02:30
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (2)
Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009

Palavras do passado: Moskvich

 

"Moscovita", é o que significa.
Foi também o nome de uma marca de automóvel de produção russa.
Uma glória da engenharia vermelha.
Como a procura foi sempre superior à velocidade de produção, são númerosas as anedotas de pessoas que esperavam anos pelo seu popó.
uma infusão de Paulo Colaço às 02:21
link directo | vai uma chávena?
Domingo, 16 de Agosto de 2009

É chato, pá!

"O comunismo é como a proibição do consumo de álcool: é uma boa ideia mas não funciona"

(Will Rogers)

uma infusão de Paulo Colaço às 10:03
link directo | vai uma chávena?
Quarta-feira, 13 de Maio de 2009

Humor de Misha XI

Um cão escapuliu-se da ex-RDA para a ex-RFA. Foi imediatamente foco dos jornalistas.

- Eles lá não te davam de comer?
- Não, eu costumava ter comida.
- Dormias ao relento?
- Nada disso: eu ficava num canil muito confortável. E, já agora, era muito feliz com a minha cadelinha e os meus cachorrinhos…
Desorientados, os jornalistas perguntaram:
- E fugiste?
- Sim, para poder ladrar…

 

O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 05:10
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (3)
Segunda-feira, 4 de Maio de 2009

Tipicalidades comunistas

"PCP recusa pedir desculpa e responsabiliza Governo pela crise da agricultura"

A natural e mais que previsível fuga para a frente.

uma infusão de Paulo Colaço às 16:56
link directo | vai uma chávena?
Sexta-feira, 1 de Maio de 2009

Guerras em volta da liberdade... na Av. da Liberdade

Parece que malta da UGT andou a remover cartazes da CDU... sempre me pareceu que o sindicalismo bebe inspiração no comunismo.

 

Ler mais

 

uma infusão de Paulo Colaço às 00:24
link directo | vai uma chávena?
Quinta-feira, 9 de Abril de 2009

Humor de Misha X

Em plena crise na Polónia socialista, um rato está a tentar fugir pela fronteira.

- Por que estás a fugir pá? – pergunta-lhe um soldado
- É que estão a matar elefantes em Varsóvia.
- E depois? Que tem isso a ver contigo?

- Nunca se sabe: cometem-se tantos erros por aqui…

 

O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 15:44
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Segunda-feira, 23 de Março de 2009

Humor de Misha IX

 

Um jovem foi condenado à prisão e teve de partilhar cela com um velho presidiário.
- Então, quantos anos vais ficar por cá?
- Dez.
- Ena!!! Que fizeste tu?
- Rigorosamente nada.
- Vamos lá, alguma coisa deves ter feito. Por nada só condenam a 5 anos.
O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 01:54
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Quinta-feira, 19 de Março de 2009

Humor de Misha VIII

 

Um dia, um investigador vai a uma fábrica de cimentos nos arredores de Kiev. O trabalho era árduo, violento e mal-pago.
O investigador aborda um operário e pergunta-lhe: você acredita no comunismo?
O operário pede ao seu interlocutor para baixar a voz e para o acompanhar. Percorrendo apressadamente os corredores da fábrica, o trabalhador vai olhando para trás a ver se alguém os está a observar. Chegando a um recanto isolado da fábrica o operário suspira fundo e diz:
- Sim, eu acredito mesmo no comunismo, mas não diga nada a ninguém senão gozam comigo!
O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 18:27
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)

Humor de Misha VII

Um camponês russo é chamado pelo Secretário Regional do Partido Comunista Soviético que lhe pediu:
- Diga-me o que acha da actual situação da URSS?
Apreensivo, o camponês responde:
- Eu acho que o editorial do Pravda de 2 de Março deste ano tem a minha total concordância.
Sorrindo, o Secretário Regional exclama:
- Fico muito contente. E o que tem a dizer sobre a nossa situação?
Gaguejando, o camponês assegura:
- Tenho a dizer que o editorial do Pravda de 2 de Março deste ano está brilhantemente escrito e que responde a todas as grandes questões do nosso tempo.
Desapontado, o Secretário Regional suspira:
- Sim, sim, mas alguma opinião pessoal você terá sobre este assunto, não?
Já tremendo por todos os lados, o camponês assume:
- Sim, eu tenho opinião pessoal, mas não concordo com ela!
 
O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 05:20
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Terça-feira, 17 de Março de 2009

Humor de Misha VI

Mais uma piada da "Rádio Arménia":

 
- Pergunta-nos um ouvinte se é possível construir o comunismo na Suíça - explica o locutor da Rádio Arménia. A nossa equipa foi pesquisar e descobriu que sim, é possível construir o comunismo na Suíça mas seria uma pena estragar um país tão bonito…

 

 

O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 09:14
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Quinta-feira, 12 de Março de 2009

Humor de Misha V

Dois camponeses batem à porta do Kremlin e pretende falar com Brejnev. Perante a recusa dos secretários e assessores, dizendo que Brejnev era uma pessoa muito ocupada, os camponeses dizem que a sua aldeia está inconciliavelmente dividida quanto a um assunto teórico da maior complexidade e crêem que só Brejnev os pode esclarecer, e não apenas um ajudante.

Dois dias depois conseguem chegar à fala com Brejnev e perguntam-lhe:
- Camarada, quem foi que inventou o comunismo cientifico: foram comunistas ou cientistas?
Brejnev fica surpreso mas não desarma e responde categoricamente:
- Foram comunistas, claro!

- Vês?! – exclama um dos camponeses para o outro – Se tivessem sido cientistas, teriam experimentado primeiro em ratos…

 

 

O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 15:22
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Terça-feira, 10 de Março de 2009

Humor de Misha IV

Se em Portugal temos os simpáticos alentejanos como motor de anedotas, na União Soviética tinham a “Rádio Arménia”. E são muitas as piadas da Rádio Arménia, embora talvez não tantas quanto as de alentejanos.

 
Eis uma delas:
 
- Um ouvinte de Saratov pede-nos a definição de comunismo. Fomos ao nosso dicionário e vimos que o comunismo é o “horizonte luminoso que nos espera”. Caso não saiba a definição de “horizonte”, esclarecemos que se trata de uma linha imaginária que se afasta à medida que a tentamos alcançar…
 
O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 16:57
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (3)
Sábado, 7 de Março de 2009

Humor de Misha III

 

Em 1980, um cidadão de Moscovo faz um pedido formal para comprar um Moskvich, o orgulho da indústria automóvel da União Soviética.
Dez meses depois é chamado à empresa e dizem-lhe:
- Boas notícias: analisámos o seu pedido e vimos que pode comprar um Moskvich. De acordo com o seu escalão, deve voltar cá no dia 7 de Maio de 1983, pelo meio-dia, para levantar a sua viatura.
O homem ficou visivelmente contrariado e perguntou:
- Que aborrecimento! Tem mesmo de ser ao meio-dia? É que a essa hora terei o canalizador lá em casa para me consertar a pia da cozinha.
 
O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 22:45
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (3)
Segunda-feira, 2 de Março de 2009

Humor de Misha II

Um homem morre e depara com o Diabo. Este pergunta-lhe: pretende o inferno capitalista ou o inferno comunista?

- Qual é a diferença? - pergunta o homem.
- No inferno capitalista és preso com cadeados a carris em brasa e a cada cinco minutos passa-te um comboio em cima.
- E o inferno comunista?
- No inferno comunista és preso com cadeados a carris em brasa e a cada cinco minutos passa-te um comboio em cima.
- Não estou a ver a diferença…
- É grande: no inferno comunista, raramente há cadeados que funcionem, os carris estão frios e nunca se consegue que os comboios passem à hora certa.
 
O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 16:59
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Domingo, 1 de Março de 2009

Humor de Misha I

Abel Prieto escreveu e Lígia Gomes traduziu.
Chama-se “O Humor de Misha” e é um livro baseado numa tese académica sobre a crise do “socialismo real” na anedota política.
No fundo, é um livro de anedotas comunistas comentadas, explicadas, decifradas até à medula.

Umas têm piada, outras são demasiado densas para sacarem uma gargalhada mas são todas, todas, documentos históricos de uma realidade que, infelizmente, atormentou (e atormenta) a vida de milhares de pessoas: a ditadura repressiva.

O povo vinga-se na anedota. É que nunca deixaram de fazer sentido o sábio lema de Molière ridendo castigat mores.

 

Volta e meia, aqui publicarei excertos do livro.
 

O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 01:18
link directo | vai uma chávena?
Sábado, 8 de Novembro de 2008

Superioridade, os tomates!

Nos anos 60, Álvaro Cunhal escreveu um ensaio intitulado “A superioridade moral dos comunistas”, destinado essencialmente aos militantes na clandestinidade.

Estou na outra margem num jantar de amigo e estivemos agora a cantar alegremente músicas como “avante camarada” e a “internacional comunista”.
Algum dia ouviram um vermelho cantar “nós somos um rio”?
 
Superioridade?

 

 

O Bule: ,
uma infusão de Paulo Colaço às 23:04
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (3)

Servido por

Paulo Colaço

pesquisar aqui

 

Instagram

Instagram

Outras infusões

subscrever feeds

Analytics

Chávenas recentes

If justice would ever Justa there would be so many...
Outra versão interessante encontrada no tubo. http...
Alguém que diz que, num casal homossexual, "um hom...
Deixemo-nos de ingenuidades...a rédea curta nos ga...
Caro António Saraiva, uma releitura do título dest...