Chá quente

Zé Gato - a versão integr...

Ah pois é!

Pago!

Padre Jorge

Chá frio

Maio 2015

Junho 2014

Abril 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Novembro 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Chás mais bebidos

quem já bebeu
quem já bebeu

O Bule

todas as tags

Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2013

Zé Gato - a versão integral!

uma infusão de Paulo Colaço às 05:22
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Domingo, 17 de Janeiro de 2010

Ah pois é!

 

Tiveste gente de muita coragem
E acreditaste na tua mensagem
Foste ganhando terreno
E foste perdendo a memória
 
Já tinhas meio mundo na mão
Quiseste impor a tua religião
E acabaste por perder a liberdade A caminho da glória
 
Ai, Portugal, Portugal
De que é que tu estás à espera?
Tens um pé numa galera
E outro no fundo do mar
Ai, Portugal, Portugal
Enquanto ficares à espera
Ninguém te pode ajudar
 
Tiveste muita carta para bater
Quem joga deve aprender a perder
Que a sorte nunca vem só
Quando bate à nossa porta
 
Esbanjaste muita vida nas apostas
E agora trazes o desgosto às costas
Não se pode estar direito
Quando se tem a espinha torta
 
Ai, Portugal, Portugal
De que é que tu estás à espera?
Tens um pé numa galera
E outro no fundo do mar
Ai, Portugal, Portugal
Enquanto ficares à espera
Ninguém te pode ajudar
 
Fizeste cegos de quem olhos tinha
Quiseste pôr toda a gente na linha
Trocaste a alma e o coração
Pela ponta das tuas lanças
Difamaste quem verdades dizia
Confundiste amor com pornografia
E depois perdeste o gosto
De brincar com as tuas crianças
 
Ai, Portugal, Portugal
De que é que tu estás à espera?
Tens um pé numa galera
E outro no fundo do mar
Ai, Portugal, Portugal
Enquanto ficares à espera
Ninguém te pode ajudar
 
uma infusão de Paulo Colaço às 10:58
link directo | vai uma chávena?
Segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2009

Pago!

A quem me enviar a versão em português cantada pelo Jorge Palma.

 


(o início)


(o final)
uma infusão de Paulo Colaço às 13:48
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (2)
Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008

Padre Jorge

 

 
Eu devia ter quase 19 anos.
Se assim foi, passaram já 15.
A Fonte Velha, em Rio Maior, era o meu bar de eleição.
Claridade pouca, amizade muita.
Era uma galeria, com um recanto à esquerda, como uma antiga lareira.
Nessa noite, entrei e olhei para o fundo.
Não quis acreditar.
Era o Palma. Tinha acabado de chegar e estava a preparar-se para tocar.
A meio da noite, um dos músicos, meu amigo, segredou-lhe:
- Aquele puto é dos teus maiores fãs.
O Jorge Palma chamou-me ao palco e cantei com ele algumas músicas.
No final, depois de um abraço, disse-lhe:
- Isto para mim é uma missa!
Palavras ditas com aquela emoção que só as vozes mais destiladas carregam.
Que grande noite.
 
O Bule:
uma infusão de Paulo Colaço às 12:06
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (3)

Servido por

Paulo Colaço

pesquisar aqui

 

Instagram

Instagram

Outras infusões

subscrever feeds

Analytics

Chávenas recentes

If justice would ever Justa there would be so many...
Outra versão interessante encontrada no tubo. http...
Alguém que diz que, num casal homossexual, "um hom...
Deixemo-nos de ingenuidades...a rédea curta nos ga...
Caro António Saraiva, uma releitura do título dest...