Chá quente

Mudam-se os tempos, mudam...

Assumidamente céptico.

Chá frio

Maio 2015

Junho 2014

Abril 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Novembro 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

O Bule

todas as tags

Sexta-feira, 1 de Março de 2013

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades

Se vivo fosses, Camões, era o que dirias desta notícia.

Que longa e feliz caminhada fizemos desde o tear down this wall que Reagan atirou amigavelmente a Gorbachev...

Manter pedaços da História é a nossa obrigação para com os vindouros, sobretudo quando é negra a história que a História conta.

Porém, aquilo que quero realçar é o motivo pelo qual se quer manter aquele pedaço de História: é que a sua evolução foi notável.

Um pouco como o Coliseu de Roma, que - de lugar de horror - se tornou num símbolo da Paz.

 

uma infusão de Paulo Colaço às 13:54
link directo | vai uma chávena?
Segunda-feira, 25 de Agosto de 2008

Assumidamente céptico.

«Israel libertou hoje 198 prisioneiros palestinianos na Cisjordânia, dizendo que é um gesto de boa vontade com vista a promover os esforços de paz junto do Presidente palestiniano Mahmoud Abbas

uma infusão de Paulo Colaço às 12:34
link directo | vai uma chávena?

Servido por

Paulo Colaço

pesquisar aqui

 

Instagram

Instagram

Outras infusões

subscrever feeds

Analytics

Chávenas recentes

If justice would ever Justa there would be so many...
Outra versão interessante encontrada no tubo. http...
Alguém que diz que, num casal homossexual, "um hom...
Deixemo-nos de ingenuidades...a rédea curta nos ga...
Caro António Saraiva, uma releitura do título dest...