Chá quente

Cada fim é um novo princí...

Parabéns Psicolaranja!!!

Psico-Refeição com Manuel...

A frase da semana

O Psico no Sol

Chá frio

Maio 2015

Junho 2014

Abril 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Novembro 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Chás mais bebidos

O Bule

todas as tags

Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2013

Cada fim é um novo princípio

Acabei agora mesmo de clicar num "OK".

Com um clique, firmei a minha efectiva saída do Blog Psicolaranja, que fundei em 2006 e que, com dedicação, orgulho e ("dizem os analistas") bons resultados, administrei durante três anos.

Blogosfericamente falando, volto a escrever apenas em dois espaços: este e o amado Puro Nonsense, o meu blog preferido.

Como os amigos, marco encontro aqui. Aos lunáticos... vemo-nos no Puro.

uma infusão de Paulo Colaço às 01:21
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (4)
Quinta-feira, 16 de Setembro de 2010

Parabéns Psicolaranja!!!

 

Passam hoje 4 anos sobre o dia em que postei o primeiro do post do Blog Psicolaranja.

 

São 4 anos de emoções, de polémicas, de agitação, de trabalho, de Universidades de Verão, de entradas e saídas de Psicóticos, de debates e tertúlias, de jantares e almoços, moções e outras propostas, milhares de psico-mails trocados, quase 3 mil posts, mais de 37 mil comentários, imensa discussão interna e muitos etecéteras.

 

São 4 anos em que conhecemos pessoas fantásticas, assistimos ao crescimento pessoal e político de muitos dos Psicóticos, visitámos secções distantes, levámos excelentes oradores a diversos locais do País, discutimos o estado de Portugal e do Mundo.

 

Das eleições açorianas às norte-americanas, das Directas do PSD ao 25 de Novembro, dos lobbies às leis da concorrência.

 

Tudo se debateu e debate do Psico. Mantendo sempre o Blog afastado das agendas pessoais de cada um dos seus membros. Ou por outra: o Blog sempre foi autónomo dessas agendas e posições pessoais.

 

É grande o meu brio por estes quatro anos, estou ansioso pelos anos que aí virão, tenho o maior orgulho no AB que me sucedeu na liderança do Psico – o Diogo Agostinho, quero assistir em muitas mais discussões, responder a psico-mails, escrutinar o universo de alunos da Universidade de Verão em busca de futuros Psicóticos e deixar-me invadir pela Psicose que a todos nos caracteriza.

 

Vivó Psicolaranja!

 

uma infusão de Paulo Colaço às 00:01
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (2)
Segunda-feira, 21 de Junho de 2010

Psico-Refeição com Manuela Ferreira Leite

 

Decorreu ontem mais uma PsicoRefeição. Entre os Psicóticos, uma presença muito especial. A PsicoConvidada Manuela Ferreira Leite juntou-se a nós. Foi uma conversa muito interessante. Almoço que durou até às 5 da tarde. Encontrámos uma pessoa livre. Com opiniões marcadas e vincadas. Com uma abertura e sinceridade, não fugiu a nenhuma questão, nem as mais "picantes", ou mais pessoais.
Falou-se de crise, do País, do PPD/PSD. Falou-se de personalidades políticas. De Obama a Marcelo Rebelo de Sousa. De Santana Lopes a Durão Barroso. De Guterres a Sócrates, entre pescadinhas de rabo na boca, secretos e sopa alentejana. Falou-se das profundezas do Partido. Uma conversa amena, sem uma gota de vinho, com uma sobremesa doce pastor. O Apeadeiro sempre a receber-nos com a maior simpatia.
Um momento a recordar, a certeza de que a Classe Média sofre com toda esta situação em que se encontra o País, estivemos na presença da pessoa que mais vezes é apontada como "a que tem razão antes do tempo".

 

(texto de Diogo Agostinho)

uma infusão de Paulo Colaço às 01:33
link directo | vai uma chávena?
Sexta-feira, 28 de Maio de 2010

A frase da semana

Não acredito que hoje começaram a conversa do ------ sem mim :( 

(Autor: Rui Cepeda)

 

uma infusão de Paulo Colaço às 02:33
link directo | vai uma chávena?
Sexta-feira, 14 de Maio de 2010

O Psico no Sol

O Sol é um jornal com que o Psico tem afinidade, pois a primeira edição de um saiu à rua no dia do primeiro post do outro.

Hoje saímos no Sol, no espaço da autoria do Prof. Marcelo Rebelo de Sousa, em que o antigo líder do PSD se refere ao jantar com os Psicóticos.

 

uma infusão de Paulo Colaço às 16:17
link directo | vai uma chávena?
Terça-feira, 11 de Maio de 2010

Marcelo

Ontem o Psico jantou com o Prof. Marcelo Rebelo de Sousa.

Foi memorável.

Em grande forma, excelente sentido de humor, boa memória, grande vivacidade a contar história antigas.

Fiquei a saber uma coisa que desconhecia: nos tempos idos de Sá Carneiro no Partido, qualquer militante podia pertencer a diversas listas de Conselho Nacional, prerrogativa que FSC aproveitava fazendo parte de todas...

Não esqueço de referir a boa companhia nem o belo bife no restaurante Apeadeiro: boas carnes tem aquele espaço.

 

uma infusão de Paulo Colaço às 03:43
link directo | vai uma chávena?
Sexta-feira, 19 de Março de 2010

Efeméride a fechar o grande dia

Esses seus cabelos brancos, bonitos, esse olhar cansado, profundo
Me dizendo coisas, num grito, me ensinando tanto do mundo...
E esses passos lentos, de agora, caminhando sempre comigo,
Já correram tanto na vida,
Meu querido, meu velho, meu amigo
Sua vida cheia de histórias e essas rugas marcadas pelo tempo,
Lembranças de antigas vitórias ou lágrimas choradas, ao vento...
Sua voz macia me acalma e me diz muito mais do que eu digo
Me calando fundo na alma
Meu querido, meu velho, meu amigo
Seu passado vive presente nas experiências
Contidas nesse coração, consciente da beleza das coisas da vida.
Seu sorriso franco me anima, seu conselho certo me ensina,
Beijo suas mãos e lhe digo
Meu querido, meu velho, meu amigo
Eu já lhe falei de tudo,
Mas tudo isso é pouco
Diante do que sinto...
Olhando seus cabelos, tão bonitos,
Beijo suas mãos e digo
Meu querido, meu velho, meu amigo

 

(aqui postado o som)

 

uma infusão de Paulo Colaço às 21:59
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Quinta-feira, 18 de Março de 2010

Directas PSD: o Psico-Debate

Será mais um debate do Psicolaranja e o seu terceiro debate com as candidaturas às Directas no PSD. Um evento aberto a todos os interessados.

 

Dia: 23/Março (terça)
Local: Sede PSD
Hora: 21.30h
Moderador: José Manuel Fernandes
Representante JPAB: Diogo Vasconcelos
Representante PPC: Pedro Pinto
Representante PR: José Luís Arnaut

 

uma infusão de Paulo Colaço às 23:47
link directo | vai uma chávena?
Domingo, 7 de Fevereiro de 2010

Aos alemães aconteceu o mesmo

Muitos se questionam como foi possível que o povo alemão pudesse acompanhar tão cegamente Adolf Hitler.

Todos os nossos registos nos indicam um homem destrutivo, perverso, insano. Era do pêlo à medula absolutamente obstinado com o poder e com o imperialismo.
As suas ordens, e as dos seus mais próximos, eram ominosas, indignas, sangrentas.
Das câmaras de gás à proibição dos partidos políticos, fez-se de tudo.
 
A evidência do aviltamento e extermínio de vários grupos humanos (judeus, ciganos, deficientes, homossexuais) era tal que só uma bebedeira colectiva pode explicar que o cidadão médio alemão não se tenha levantado em massa para apontar o dedo ao regime.
E ainda hoje, por estado psicológico de negação ou pura má fé, há quem negue a iniquidade daquele homem e do seu regime.
Não notam uma semelhança com José Sócrates e o apoio cego com que ainda conta por parte de muitos portugueses? As evidências contra este PM são tantas e tão gritantes, que nos faz parecer afectados pela estranha bebedeira alemã.
 
Admito que a maioria não tenha capacidade crítica para apreciar os diversos dados, que outros comprem a tese da perseguição e retribuam com apoio incondicional, que outros ainda não aceitem de bom grado a ideia que votaram num político sujo.
 
Admito também que, com o tempo, acontecerá a Sócrates o mesmo que aconteceu a outros políticos (a Freitas para a presidência da República ou a Menezes para a liderança do PSD): em breve, serão poucos os que confessarão ter votado nele.
 
Publicado no Psico
uma infusão de Paulo Colaço às 17:39
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (3)
Terça-feira, 20 de Outubro de 2009

Azul e Mar

A propósito deste post do Nuno do Carmo, aqui vai um dos melhores sons do mundo.

Só em letra, para ter mais significado:

 

No castelo, ponho um cotovelo
Em Alfama, descanso o olhar
E assim desfaz-se o novelo
De azul e mar
À ribeira encosto a cabeça
A almofada, na cama do Tejo
Com lençóis bordados à pressa
Na cambraia de um beijo
 
Lisboa menina e moça, menina
Da luz que meus olhos vêem tão pura
Teus seios são as colinas, varina
Pregão que me traz à porta, ternura
Cidade a ponto luz bordada
Toalha à beira mar estendida
Lisboa menina e moça, amada
Cidade mulher da minha vida
 
No terreiro eu passo por ti
Mas da graça eu vejo-te nua
Quando um pombo te olha, sorri
És mulher da rua
E no bairro mais alto do sonho
Ponho o fado que soube inventar
Aguardente de vida e medronho
Que me faz cantar
 
Lisboa menina e moça, menina
Da luz que meus olhos vêem tão pura
Teus seios são as colinas, varina
Pregão que me traz à porta, ternura
Cidade a ponto luz bordada
Toalha à beira mar estendida
Lisboa menina e moça, amada
Cidade mulher da minha vida
 
Lisboa no meu amor, deitada
Cidade por minhas mãos despida
Lisboa menina e moça, amada
Cidade mulher da minha vida

 

 

uma infusão de Paulo Colaço às 13:08
link directo | vai uma chávena?
Sábado, 30 de Maio de 2009

Mistérios



Estava eu na cozinha a lavar loiça e a grelhar salmão quando ouço da sala este magnífico som.

Pensei: “a Guida a ouvir Chico Buarque?!!!”.
Não houve muito tempo para me debruçar sobre esse gosto que não lhe conhecia porque tive de me voltar para a minha salada mediterrânica de batata cozida e brócolos, que temperei com meio grão de sal, azeite e orégãos.

Há 4 minutos, sento-me a ver os mais e há um psico-mail que me chama particularmente a atenção. Dois temas em cima da mesa:
- o mistério do mail do João Marques (portasapresidente@...)
- o mistério (ou nem tanto) da alcunha do João Lemos Esteves ser “Napoleão”.

E foi nesse psico-mail que percebi que a resposta do João Marques ao pedido de esclarecimento foi um manhoso link para este “O que será?”.

Bem, se isto não pressiona o João a esclarecer-se, nada pressionará.

Quanto ao mistério da alcunha do Lemos Esteves, como bem diz o Né: coisas da noite…

 

 

uma infusão de Paulo Colaço às 15:56
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Quarta-feira, 27 de Maio de 2009

João Lemos Esteves

Uma grande aquisição do Psico!

Rio-me muito quando recordo algumas coisas que ficaram escritas.

ehehehe

uma infusão de Paulo Colaço às 14:06
link directo | vai uma chávena?
Sábado, 16 de Maio de 2009

Na Guitarra

uma infusão de Paulo Colaço às 03:43
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

Quem se lembra?

Foi com um psico-mail do Zé Pedro que me recordei que alguns ícones do meu tempo.

Hei-de trazê-los a todos na rubrica "Quem se lembra?".

 

Começo por esta moeda.

 

uma infusão de Paulo Colaço às 03:31
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (3)
Segunda-feira, 20 de Abril de 2009

Slide-Show da I Psico-Formação

(galeria de imagens)

 

uma infusão de Paulo Colaço às 01:18
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Sábado, 18 de Abril de 2009

I Formação do Psicolaranja

É isso que hoje ocupa o meu dia... pelo menos a manhã, tarde e início de noite.

Às 19.00 a dança é outra.

Novidades no Psico.

uma infusão de Paulo Colaço às 18:16
link directo | vai uma chávena?
Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

Private Joke Psicótica

Carros Novos, Semi-novos e Usados - Mas sempre com os velhos hábitos* :P
 
*Garantia de 2 anos, extensível a 4 (senão tiver nenhum acidente de percurso), muitas idas e consultas na oficina (estrutura) e à inspecção (eleitoral), para atestar a qualidade do veículo (político). 

 

by Pereirinha

 

uma infusão de Paulo Colaço às 12:24
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (3)
Quinta-feira, 9 de Abril de 2009

Dedicado aos psicóticos (embora alguns só conheçam a música...)

uma infusão de Paulo Colaço às 12:28
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (6)
Sábado, 28 de Março de 2009

Verdadeiros Sherloques

Temos de pedir aos britânicos que investiguem a morte de Francisco Sá Carneiro.
É notório que vão mais fundo que nós no que toca a desenterrar factos sobre Primeiros-Ministros portugueses...

 

(publiquei também no Psico)

 

uma infusão de Paulo Colaço às 00:41
link directo | vai uma chávena?
Segunda-feira, 16 de Março de 2009

O Psico na Fnac

Um marco na história do Psicolaranja.

 

Debate: O Papel do Estado na Cultura
* Oradores:
Vasco Graça Moura
António Pinto Ribeiro
* Data e Hora:
21/Maio, 21.30
Fnac Colombo
 

 

uma infusão de Paulo Colaço às 10:37
link directo | vai uma chávena?

Um lugar a conhecer

O Eco-Parque Sensorial na aldeia de Pia do Urso, concelho da Batalha.

(sugestão do )

uma infusão de Paulo Colaço às 00:51
link directo | vai uma chávena?
Domingo, 15 de Março de 2009

O Rei do Chocolate

João Pedro Picão é um nome a reter na arte chocolateira.

Psico-Mano da Elsa venceu o Concurso Internacional de Receitas de Chocolate 2009.

A competição é um ex-libris de Óbidos, tendo este ano ficado um espanhol em 2º e uma italiana em 3º.

 

Ao João um abraço de parabéns e à orgulhosa Elsa um babete bem felpudo :)

uma infusão de Paulo Colaço às 20:23
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (4)
Terça-feira, 10 de Março de 2009

Uma opinião sobre Medica Carreira

Há tempos, escrevi este post no Psico.

Hoje, devido a um mail da Beta, reli-o.
 
Acho relevante postar aqui um resumo:
 
Medina Carreira concedeu entrevista a Mário Crespo.
 
O Andarilho, blog que muito respeito, apelidou o entrevistado de “homem livre”.
Sem papas na língua, o antigo Ministro da Finanças, zurziu em todas as direcções. No entanto, quando Mário Crespo lhe pedia soluções, Medina dizia que era tudo muito complicado e mudava de assunto.
 
Assim também eu sou livre...
 
Medina Carreira é exemplar na identificação dos problemas mas tem amargura a mais nas suas palavras.
Falta-lhe aquele ar pacificado com a vida que um crítico deve ter para as suas tiradas não soarem a mágoas.
 
uma infusão de Paulo Colaço às 15:05
link directo | vai uma chávena?
Sexta-feira, 20 de Fevereiro de 2009

Importa-se de repetir?

Boa pergunta do Luís Nogueira:

 

"Desde quando é que um pigmeu consegue malhar em alguém?"

 

Este Augusto Santos Silva tem demasiado pavio para tão pouca dinamite...

 

uma infusão de Paulo Colaço às 17:21
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (3)
Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2009

"Se a JS quisesse colocar um cartaz desse tipo, eu nunca autorizaria!", José Sócrates

A independência face a tutelas é um dos pilares mais profundos da JSD.

Teve em Pedro Pinto um dos seus principais marcos, desde a célebre guerra mantida com o partido devido à posição da JSD na votação da despenalização do aborto (Janeiro de 84).
Desde aí, o sentido nunca foi recuar mas sim cristalizar, sedimentar, muralhar essa independência.
Até chegar-se ao ponto de não precisar de ser defendida, por ser uma realidade.
Vemos que a JS não o conseguiu ainda.
Faço sinceros votos para que a JS venha a perceber que a relevância das juventudes partidárias cresce na medida da sua independência face aos partidos. Só assim conseguirão ser embaixadoras da Juventude junto dos partidos e não embaxadoras dos partidos junto da juventude.
Admito que os militantes da JS se sintam humilhados.

 

 

(também publicado aqui)

uma infusão de Paulo Colaço às 18:39
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (4)
Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009

O que gostei mais

Talvez este evento tenha sido o que mais gostei.

Obrigado Rodrigo e Manuel.

uma infusão de Paulo Colaço às 05:56
link directo | vai uma chávena?
Domingo, 1 de Fevereiro de 2009

Mais um post atrasado

 

Momentos depois de ter tirado esta foto deu-se mais um grande evento do Psico...

 

uma infusão de Paulo Colaço às 01:55
link directo | vai uma chávena?
Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2009

Junior Trader Vs Jaws

O Guilherme bateu-se bem pelas suas ideias e encontrou um Prof. Nogueira Leite muito animado e conversador a comentar as suas ideias e avançar também as suas reflexões.

 

Alexandre Relvas aproveitou para mobilizar os quadros da JSD à participação activa nos eventos e no trabalho do site do IFSC.

 

Mais palavras para quê? Foi mais um evento do Psico!

uma infusão de Paulo Colaço às 03:23
link directo | vai uma chávena?
Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

Psico-Moção "Não basta ter o título: é preciso mantê-lo"

 

A JSD é a maior e melhor organização política de juventude em Portugal.
Por várias razões: quantidade de militantes, qualidade da acção política, relevância no seio do PSD e por melhorar, efectivamente, a vida dos jovens sempre que os seus militantes ocupam lugares públicos.
 
Mas ser a melhor é diferente de ser a que funciona melhor, coisa que depende das melhorias que os anos aconselham introduzir.
 
Assim, os signatários, apresentam algumas ideias para debate num futuro processo de revisão estatutária.
 
 
Inerência sem voto
Defendemos a extinção do direito ao voto de todas as inerências, deixando estas também de contar para o quórum de funcionamento.
Porquê?
Só os membros eleitos para um determinado órgão devem nele poder votar. O Governo vota na Assembleia da República?
 
Limitação de mandatos
Ninguém pode ser presidente de um órgão por mais de 3 mandatos consecutivos.
Porquê?
Em democracia, a perpetuação é sempre suspeita.
Haja fé na capacidade dos militantes e nunca teremos fome de líderes.
 
Incompatibilidade executiva
Defendemos a impossibilidade de acumulação em órgãos executivos de diferentes níveis na JSD, por via de eleição.
Porquê?
A JSD tem imensos quadros, todos eles aptos para assumir funções. A incompatibilidade impede a acumulação de funções e permite que a riqueza humana da JSD não fique subaproveitada.
No entanto:
Conscientes das realidades muito díspares na JSD, e inteirados das dificuldades de militância com que muitas secções se deparam, propomos que a revisão estatutária contemple um regime de excepção que não tolha a sua vida.
 
Quórum: até ao lavar dos cestos é vindima
A verificação de faltas deve ser feita no momento das votações.
Porquê?
Em conselhos nacionais, distritais e outros plenários, muitas vezes a sala começa a esvaziar. Na altura das votações já se perdeu o quórum. As reuniões não são eventos sociais em que apenas se aparece ao início para se ser visto. É preciso participar nos trabalhos de fio a pavio.
 
O regime de faltas e a Lei das Sesmarias
Defendemos que se reduza o número de faltas (não justificadas) que podem ser dadas em órgãos de tipo assembleia pelos seus membros eleitos: duas, seguidas ou interpoladas.
Porquê?
As funções existem para ser exercidas. Se não for pelo seu titular, que seja porque quem o substitua.
 
Uma Justiça funcional
Deve debater-se sobre as Jurisdições de Primeira Instância.
Porquê?
A ideia é muito boa no papel mas a aplicação prática não a favorece.
Repense-se.
 
O Presidente da Mesa não atende o telefone?
O maior poder das Mesas (locais, distritais e nacional) é o de convocação. O irónico é que este poder é muitas vezes usado na negativa. Ou seja, a Mesa deve convocar um plenário, ou eleições, e não o faz. Por inércia ou estratégia, impunemente, impede que uma Secção seja eleita, provoca a perda de mandato de uma Comissão Política, não convoca uma moção de censura, etc.
Sugerimos:
a) prazos claros para actos de convocação e similares
b) transferência de competências pela Mesa superior em caso de não prática do acto, findo o prazo
Porquê?
Porque não deve haver órgãos com poderes supremos.
 
Uma secção para toda a vida… para quem o quiser
Muitos propõem a liberdade de filiação numa secção mesmo sem qualquer vínculo (natal, profissional, residencial ou escolar).
Pelo contrário, nós defendemos que deve continuar a existir obrigatoriedade de vínculo.
Porquê I?
É o melhor obstáculo à militância de conveniência ou de favor.
Mas…
Propomos que, feita a inscrição numa secção, o militante deve poder manter-se sempre nessa secção, ainda que se desfaça o vínculo inicial. (mudança de residência, de emprego, fim de curso, etc)
Porquê II?
Porque há laços que se criam (de trabalho, de ligação com a terra, de amizade) que a mera alteração do vínculo não deveria poder ceifar.
 
Honorários, somos todos!
Defendemos a extinção da figura do militante honorário.
Porquê?
Se no final da nossa militância não formos todos honorários, então foi inglória a nossa passagem pela JSD. Além do mais, em alguns dos “honorários” não se vislumbra ponta de “honorabilidade”.
 
Modelo de Congresso
O actual modelo de Congresso favorece a discussão temática, diminuindo o tempo de antena para puro combate interno.
Mas…
Propomos que os candidatos a líderes da JSD devam apresentar uma Moção de Estratégia Política e submeter moções em todos os grupos temáticos definidos no Regulamento.
Os textos finais dos vários grupos de trabalho guiarão as politicas a defender pela CPN eleita.
 
Secções temáticas
Fenómenos como a Internet, Universidade de Verão e outros mecanismos de criação de laços permitem que os militantes travem conhecimento com companheiros de outros pontos do País e queiram fazer política nesses grupos.
A área da secção é obsoleta e a política nesse formato desmotiva muita gente.
Defendemos secções temáticas com os seguintes princípios:
- Liberdade de criação
- Liberdade temática
- Liberdade de funcionamento
- Não representatividade nos órgãos da JSD
- Não vinculação orgânica nem financeira à JSD
 
Directas na JSD
“Um Homem, um voto” parece-nos a base de qualquer democracia.
Envolver toda a JSD no processo da sua principal votação é valorizar a militância, vitalizar o debate e fortalecer a liderança.
 
Uma proposta dos membros do blog Psicolaranja:
Bruno Ribeiro, Carlos Carvalho, Diogo Agostinho, Elisabete Oliveira, Elsa Picão, Inês Rocheta Cassiano, João Marques, Jorge Fonseca Dias, José Pedro Salgado, Luís Nogueira, Margarida Balseiro Lopes, Paulo Colaço, Tânia Martins e Tiago Sousa Dias.

 

 

uma infusão de Paulo Colaço às 18:54
link directo | vai uma chávena?
Domingo, 9 de Novembro de 2008

À primeira ainda consegui responder...

 

Bruno Ribeiro
Tenho pena de já não poder subscrever estas moções. Confesso que não conheço em pormenor a do Guilherme mas tenho plena confiança nas propostas dele, até pelas lições de Economia que me tem dado desde que vem ao Psico.
 
Quanto à moção sobre o funcionamento da Jota, essa deu pano para mangas na nossa discussão interna e estou certo que tem muitas propostas "quentes". Como sempre, no Psico enfrentamos as questões de frente e por isso penso que esta moção será uma provocação interessantíssima para todos os congressistas.
 
É caso para avisar é que poderá, tal como a de há ano e meio, causa urticária a alguns ;)
 
Paulo Colaço
"Tenho pena de já não poder subscrever estas moções."
Seu sacana! Estava eu empedernido, a querer não mostrar sentimentos nostálgicos, com as folhas de subscrição a inundar-me a secretária, com faxes de amigos a chegarem (subscrevendo) e tinhas de ser tu (trintão do raio) a emocionar-me...
 
Como te compreendo...
 
Bruno Ribeiro
Hehe! O "boss" de uma empresa onde trabalhei e a quem faziam todos os anos a mesma surpresa no aniversário disse no ano em que eu lá estive: "ao fim destes anos todos já perderam a capacidade de me surpreender... mas ainda não perderam a capacidade de me emocionar!"
 
E estou a ver que, pelo menos eu, ainda mantenho essa capacidade e emocionei o "boss" do Psico ;)
 
Mas sabes o que é mesmo bonito, Colaço? É que sempre achei que quando fazemos 30 anos devíamos desligar-nos da Jota mas quando me aproximei da altura percebi que, enquanto lá andei, sempre contei com a ajuda dos mais velhos. Uns fizeram-no por gosto e carinho, outros por interesse.
 
A tua - e a minha - emoção mostra o quanto nós fazemos isto apenas pelo carinho que temos por essa coisa que se nos impregnou na pele: a nossa Jota!

 

Ler conversa integral aqui
 
uma infusão de Paulo Colaço às 17:01
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (4)
Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

Debate do Psicolaranja no Seixal

“Políticas Públicas de Segurança: onde estaremos a falhar?”

Seixal, 19/Novembro (quarta-feira)
Oradores:
Felícia Cabrita (Jornalista do Semanário Sol)
Fernando Negrão (Deputado do PSD)
mais novidades

 

uma infusão de Paulo Colaço às 03:09
link directo | vai uma chávena?
Sábado, 25 de Outubro de 2008

Os dardos do Psico

O Psico recebeu o prémio Dardos, atribuído pelo respeitado "pau para toda a obra".

 

Eis os 15 dardos que disparou em troca:

 

31 da Armada
7 vidas como os gatos
Abrupto
Arrastão
Blogue dos Marretas
Câmara de Comuns
Geração de 60
Luís Paixão Martins
Mil Razões
O Insurgente
Pedro Santana Lopes
Piar
Quarta República
Revista Atlântico
Viver Sintra
uma infusão de Paulo Colaço às 17:27
link directo | vai uma chávena?

Freitas II

 

Nessa entrevista, subscrevendo uma nota do Pereirinha, Freitas está a tentar fazer as pazes com o seu passado e com as pessoas.
 
Gosto muito da figura de Freitas do Amaral.
Atenção, eu disse “a figura”. Ou seja, é uma personagem da política sobre a qual sempre me agradou falar.
No início muito bem, agora nada bem.
 
Freitas foi a primeira (e única) pessoa da política por quem chorei.
Era este o enquadramento: eu tinha 10 anos e estive envolvido a fundo na sua campanha presidencial (em Rio Maior). A derrota pesou-me muito.
Para piorar, o hino da campanha de Soares era cantado pelo Rui Veloso, a quem achava que nunca ia perdoar (coisas que cachopo. Passou rápido).
 
Depois disso, as voltas e vira-voltas da vida apanharam Freitas sempre com um pé no ar, ou seja, com pouca estabilidade e centro de gravidade pouco seguro.
Talvez por isso não tenha conseguido resistir às ofertas matreiras que lhe foram fazendo alguns amigos de circunstância.
 
A coligação PSD/PS para o levar a presidente da AG/ONU, a chegada a Ministro do PS, a posição que alcançou na faculdade de Direito da Nova, o activismo na Regionalização, etc.
 
Acho que a história lhe fechou a porta na cara, com estrondo. No entanto, abriu-lhe muitas janelas. Aquelas que talvez merecesse, mas não pelo percurso dos últimos anos…
uma infusão de Paulo Colaço às 16:38
link directo | vai uma chávena?
Quinta-feira, 23 de Outubro de 2008

Psicolaranja premiado

O psico recebeu o Prémio Dardos, entregue pelo respeitado blog "Pau para toda a obra".

 

Agradecimentos naturais a João Severino e espera-se que o psico dê rápida sequência às prerrogativas do Dardos.

uma infusão de Paulo Colaço às 04:19
link directo | vai uma chávena?
Sexta-feira, 10 de Outubro de 2008

Magalhães e o Dilúvio

 

O Magalhães é um exemplo de uma ideia interessante mas com solução desastrosa e execução pior. Uma espécie de Dilúvio.

 
Vejamos, deus terá pensado:
 
«Epá, [sim, um deus de teve a ideia do Dilúvio começa as frases com "epá"], esta malta dos humanos anda com vícios a mais, só faz asneira e não vale um pêlo público.»
 
«Dava jeito acabar com esta gente toda e repovoar isto com rapaziada que dê menos trabalho.» [cá está! Eis uma ideia com algum interesse...]
 
«sei: vou fazer chover 40 dias e 40 noites e matar este pessoal" [... e a solução desastrosa]
 
«Acho que o melhor é chibar-me ao Noé, ele que construa uma barca – hum… escreve-se barca ou varca? - epá, vai "arca" que não dá chatices!» [eis um deus pragmático]
 
«Depois da chuvada toda – pensa deus – o Moisés repovoa a terra com os animais que vai meter na arca, alimentados pelos outros animais que lá vai meter também [ser deus obriga a pensar em tudo]».
 
«Depois é só esperar que o Moisés faça filhos e estes filhos e filhos até ter gente para construir uma igreja e blá blá blá»
 
Com o Magalhães foi parecido:
 
Eng: Vamos dar portáteis aos miúdos (vejam, esta é a única coisa interessante na ideia), para os pais verem pornografia e as mães votarem em nós.
Assessor: E acha que isso pega?
Eng: Pode ser que não. Temos de incentivar o orgulho nacional! Dizemos que os portáteis são portugueses!
Assessor: E acha que isso pega?
Eng: Pode ser que não... Mas usamos a TV do Estado para propaganda.
Assessor: E acha que isso pega?
Eng: Claro. E quem paga a conta são as Câmaras!
Assessor: Mas acha mesmo que isso pega?
Eng: IRRA!!! Se não pegar a bem, pega de empurrão!
Assessor: Não seja malandreco, senhor engenheiro...
uma infusão de Paulo Colaço às 11:07
link directo | vai uma chávena?
Terça-feira, 7 de Outubro de 2008

Cartazes do Fred para o Psico

 

uma infusão de Paulo Colaço às 17:02
link directo | vai uma chávena?
Domingo, 5 de Outubro de 2008

Psico-Debate na Covilhã (actualização)

O Psico está a organizar mais um debate.

Está a ser um mês muito produtivo.

Terá lugar a 17 de Outubro, pelas 21H, na Covilhã (Museu da Tinturaria).

 

TEMA - Portugal de Futuro: empreendedorismo e preocupações sociais
ORADORES
. Abertura: Dr. Carlos Pinto (Presidente da Câmara Municipal da Covilhã)
. Dr. Luís Palha da Silva (CEO da Jerónimo Martins)
. Eng. João Proença (Secretário-Geral da UGT)


PARCERIA: CPD/JSD-Castelo Branco e JSD/Covilhã

 

uma infusão de Paulo Colaço às 03:36
link directo | vai uma chávena?

Psico-Tertúlia com Marques Mendes (dia 15, quarta-feira)

 

Marques Mendes vai tertuliar com o Psicolaranja.
O tema é “Mudar de Vida”, o seu novo livro.
 
O evento será em Lisboa, pelas 21.00h deste dia 15, quarta-feira.
 
Eis as principais regras:
1 - Os lugares são limitados por isso as presenças estão sujeitas a inscrição através do e-mail psicolaranja@gmail.com
2 - Daremos prioridade aos comentadores habituais do Psicolaranja
3 - Perguntas enviadas pelo blog (antes ou durante) serão colocadas ao orador
4 - Durante a sessão, publicaremos as principais frases da noite, bem como as respostas dadas aos perguntadores on-line
 

 

uma infusão de Paulo Colaço às 02:53
link directo | vai uma chávena?
Terça-feira, 23 de Setembro de 2008

Parabéns ao Psico

Dois dos mais lidos blogs do País deram os parabéns ao Psico:

Corta-Fitas e 31 da Armada.

 

Gracias!

uma infusão de Paulo Colaço às 18:57
link directo | vai uma chávena?
Quarta-feira, 17 de Setembro de 2008

A Gala do Sol

Foi ontem a festa do 2º aniversário do Sol.

Por lá encontrei alguns amigos, estabeleci contactos para futuros psico-convidados, passeei com a Guida e, acima de tudo, diverti-me.

 

Sendo também aniversário do Psico, a delegação psicótica só podia ter sido de alto nível (não há outro tipo de nível no Psico): Eu, a Guida, o Jorge e o Diogo.

uma infusão de Paulo Colaço às 03:31
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Terça-feira, 16 de Setembro de 2008

Reflexão sobre eleições directas

Instado pelo Jorge Fonseca Dias, no Psico, reflecti sobre as eleições directas versus voto representativo. Aqui fica:

 

« 

As Directas são um berbicacho.
Aos que são contra, apelidam de pouco democráticos.
Os que são a favor ficam com o rótulo de caciqueiros.
 
A verdade é que ambas as opções têm qualidades e defeitos.
 
As “qualidades”
DIRECTAS: “um homem, um voto” parece-me um princípio basilar em Democracia. Além disso, é sempre bom que o universo de votantes seja substancialmente maior que o universo dos lugares por distribuir, não haja a tentação de conquistar votos com a promessa de tachos.
VOTO REPRESENTATIVO: quem vota está informado, integrado. Mais do que isso, é mais fácil a cada candidato chegar ao eleitorado, sem as dificuldades logísticas, financeiras e práticas de um universo gigantesco ou desconhecido. Voto informado = decisão mais consciente.
 
Os “defeitos”
DIRECTAS: votantes menos informados, votam por “ouvir dizer”, são mais facilmente “encarneirados”. E aí ganha quem tem “arte” para fazer militantes... Ou quem o populismo ditar.
VOTO REPRESENTATIVO: fica no ar a ideia de arranjo entre interesses. A decisão não passa por toda a instituição.
 
A verdade é que as Directas existem no PSD e na JSD em maior número que as eleições por voto representativo. Só concelhias são cerca de 320, esmagando as 22 estruturas em que o voto é representativo (distritais, regionais e nacional).
 
Todos nós vimos pessoas sérias perderem para corruptos, preguiçosos ganharem a dinâmicos, competentes perderem para incapazes. Com ou sem Directas. De autárquicas a distritais, a única fórmula é ter mais votos há sempre formas chico-espertas de os conseguir..
 
Em termos de resultados eleitorais, é irrelevante defendermos um modelo ou outro - quem “domina” os votos na sua secção não está preocupado com o modelo. (Embora a comunicação social possa fazer estragos em votantes mais “soltos”).
 
Portanto, se em termos de resultado final a diferença será pouca, eu (depois muito reflectir) opto pelo modelo de Princípio: “um homem, um voto”.

»

uma infusão de Paulo Colaço às 14:08
link directo | vai uma chávena?
Terça-feira, 9 de Setembro de 2008

Psico, era Sapo

 

Pois, a surpresa era esta.

No dia em que abriu a UV 2008, também o Psico deixou cair o pano do seu segredo.

 

Estamos na plataforma do Sapo. Com muito gosto.

Visitem-nos.

 

uma infusão de Paulo Colaço às 20:12
link directo | vai uma chávena?
Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

Muito feio, Sarko

Segundo o caro psicótico João Marques, Sarkozy não vai à Universidade de Verão... do UMP.

Vergonhoso! Quanta distância das pessoas! Fontes próximas da fonte dizem-me que Santana vai escrever um post no seu blog, Mendes Bota convocou para hoje uma conferência de imprensa e o Ângelo Correia estará na sic-notícias.

Menezes fará silêncio, como aliás prometeu...

 

uma infusão de Paulo Colaço às 09:49
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (2)

Onda de crimes - a explicação

O José Pedro Salgado avança com "a" explicação para esta onda de crimes.

Depois de lerem o seu texto, postado no Psicolaranja, leiam este artigo da wiki.

uma infusão de Paulo Colaço às 02:39
link directo | vai uma chávena?
Segunda-feira, 18 de Agosto de 2008

O malabarista

Sócrates diz que chegará aos 150 mil empregos até ao final da legislatura. E diz que já ultrapassou os 130 mil.Lancei o debate no Psico.

uma infusão de Paulo Colaço às 15:57
link directo | vai uma chávena?
Domingo, 10 de Agosto de 2008

Pontal II - Escrevi no psico

- MFL não foi ao Pontal. Não há surpresa. A sua campanha não teve jantares, festa, discursos de púlpito. Nada. Apenas sessões de esclarecimento, cara a cara com os militantes. Se ela fosse ao Pontal eu estranharia.
 
- Barroso convidou o Carlos Coelho para organizar a UV como novo modelo de rentré para o PSD. O modelo de comício estava gasto e o então líder queria aproximar a nossa rentré às rentrés europeias.
De lá para cá todos os líderes preferiram dar relevância à UV em detrimento de outros eventos de início de “hostilidades”.
MFL segue nessa esteira.
 
- Mendes Bota quer voltar a fazer do Pontal a rentré do PSD. Está no seu direito. MFL quer gerir ela mesma a sua agenda. Tem esse direito. E também está no direito dos que não apoiaram MFL criticar a opção da líder, como criticarão tudo nela. Se MFL usar blusa laranja na próxima intervenção pública, dirão que deveria usar amarela. É um direito que lhes assiste.
 
- Ângelo Correia quer substituir MFL? Por mim nada a opor. Teria piada vê-lo de tailler cinza. Mais difícil será vê-lo com serenidade, credibilidade e humildade, coisas que a idade já lhe deveria ter dado.
 
- Há quem diga que não ir à festa do Pontal é erro. Que todos os erros de MFL sejam deste tipo: ser ela mesma. Quem não gostar que critique. É um direito que a própria defende. E com a certeza que não sairá a chorar...
 
in Psicolaranja
uma infusão de Paulo Colaço às 01:42
link directo | vai uma chávena?
Terça-feira, 22 de Julho de 2008

Grande Fred

 

Agora que estão inseridas as fotos do grande aniversário da JSD, aproveitei para "sacar" a imagem do Senhor do Evento!

Frederico Carvalho, designer, organizador de eventos, jovem empresário, dotado de um enorme coração, muito sacrifício e paciência.

Além disso, é Psico-Designer!

 

uma infusão de Paulo Colaço às 22:39
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (1)
Domingo, 20 de Julho de 2008

Eles adoram-no!

José Manuel Durão Barroso está disponível para novo mandato na presidência da Comissão Europeia. Claro que está. E claro que será reeleito!

 
Como escrevi no Psico, num post pouco consensual, compreende-se que Barroso esteja em boas graças.
Não faz sombra aos estadistas europeus; é reconhecidamente especialista em diplomacia e relações internacionais; tem sentido estratégico para a Europa e Mundo; sabe gerir a equipa.
Para além disso, é poliglota, bem-disposto, um homem do mundo.
uma infusão de Paulo Colaço às 12:22
link directo | vai uma chávena?
Segunda-feira, 7 de Julho de 2008

Parabéns JSD

 

A Jota faz 34 anos e vai comemorá-los em grande.

Aqui fica uma sugestão de leitura, postada há um ano no Psicolaranja, para quem quer saber um pouco mais sobre a fundação da JSD.

 

uma infusão de Paulo Colaço às 00:38
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (2)
Terça-feira, 1 de Julho de 2008

Chá Preto

Convém explicar a criação deste blog.

É um espaço pessoal mas não íntimo.
É público mas não (muito) publicitado.
É para dizer o que não tem espaço noutros lados sem prejuízo de remissões.
 
Resisti muito a ter um blog pessoal.
Em grande parte por causa do Psicolaranja.
 
Não quero que este blog tire espaço ao Psico. Nem ao Punch Life. Tenho é consciência que não são blogs pessoais e que há pensamentos meus que aí ficariam deslocados.
Dicas de cinema, sucessos, viagens, memórias, combates…
 
Este blog terá o espaço que conseguir conquistar. E lentamente, porque vou apenas falar dele aos Psicóticos (a quem devo uma explicação por criar um blog que disputará o meu tempo com o Psico) e depois, sem pressas, nunca a despropósito, aos amigos.
 
Estou certo que o Chá Preto coexistirá pacificamente com o Psico, com o Puro Nonsense (o melhor blog do Mundo), com o grande Punch Life e com o futuro blog político sobre Rio Maior, que substituirá o mortiço Rio da Ponte.
 
Até porque não se deve abusar de chá preto…

 

uma infusão de Paulo Colaço às 00:58
link directo | vai uma chávena?

Servido por

Paulo Colaço

pesquisar aqui

 

Instagram

Instagram

Outras infusões

subscrever feeds

Analytics

Chávenas recentes

If justice would ever Justa there would be so many...
Outra versão interessante encontrada no tubo. http...
Alguém que diz que, num casal homossexual, "um hom...
Deixemo-nos de ingenuidades...a rédea curta nos ga...
Caro António Saraiva, uma releitura do título dest...