Chá quente

António Barreto nunca des...

Bruno de Carvalho foi à Ó...

Coisas que a História nos...

O efeito Rio

Um dilema chamado Ronaldo

Chá frio

Junho 2018

Maio 2015

Junho 2014

Abril 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Novembro 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Chás mais bebidos

quem já bebeu
quem já bebeu
quem já bebeu
quem já bebeu

O Bule

todas as tags

Terça-feira, 24 de Novembro de 2009

Arroz-Doce em 5 passos

Para além do mais óbvio, as últimas autárquicas foram também um desfile gastronómico de elevado calibre.

Sucederam-se os jantares, as patuscadas, as apresentações de candidatos e outros eventos de convívio à volta de boa comezaina.
É natural que estes eventos tenham lugar durante as campanhas.
 
Um desses eventos teve lugar na Ribeira de São João, na apresentação da lista encabeçada pelo amigo Edgard Gomes.
 
E foi lá que comi um excepcional arroz-doce. No dia seguinte, lá consegui a receita:
 
Ingredientes:
2 chávenas de arroz carolino
½ L de água
1 colher de sopa de manteiga
Casca de 1 limão inteiro
2 L de leite
4 chávenas de açúcar
2 gemas de ovos
Sal qb
 
Preparação:
1- Levar a água ao fogo juntamente com a manteiga, a casca de limão e o sal
2- Ao ferver, adicionar o arroz todo
3- À medida que o arroz vai abrindo, ir juntando o leite às porções (pequenas porções de leite separadas por 1 minuto. Ao todo, levará uns 30-40 minutos a vazar todo o leite)
4- Quando o arroz estiver totalmente cozido e todo o leite vertido, adiciona-se o arroz.
5- Com uma chávena, retira-se uma porção do arroz e é nela que se misturam as gemas, vertendo em seguida para a panela.
 
uma infusão de Paulo Colaço às 20:46
link directo | vai uma chávena?
quem já bebeu:
De Fábio Cruz a 24 de Novembro de 2009 às 23:35
Isto é o Blog do Manuel Luís Goucha?

Abraço
De Paulo Colaço a 25 de Novembro de 2009 às 00:43
ehehehehee
a boa informação tem de circular!

comentar

Servido por

Paulo Colaço

pesquisar aqui

 

Instagram

Instagram

Outras infusões

subscrever feeds

Chávenas recentes

Dou o exemplo da ascensão de Hitler tantas vezes.É...
If justice would ever Justa there would be so many...
Outra versão interessante encontrada no tubo. http...
Alguém que diz que, num casal homossexual, "um hom...
Deixemo-nos de ingenuidades...a rédea curta nos ga...