Chá quente

António Barreto nunca des...

Bruno de Carvalho foi à Ó...

Coisas que a História nos...

O efeito Rio

Um dilema chamado Ronaldo

Chá frio

Junho 2018

Maio 2015

Junho 2014

Abril 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Novembro 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Chás mais bebidos

quem já bebeu
quem já bebeu
quem já bebeu
quem já bebeu

O Bule

todas as tags

Domingo, 9 de Novembro de 2008

À primeira ainda consegui responder...

 

Bruno Ribeiro
Tenho pena de já não poder subscrever estas moções. Confesso que não conheço em pormenor a do Guilherme mas tenho plena confiança nas propostas dele, até pelas lições de Economia que me tem dado desde que vem ao Psico.
 
Quanto à moção sobre o funcionamento da Jota, essa deu pano para mangas na nossa discussão interna e estou certo que tem muitas propostas "quentes". Como sempre, no Psico enfrentamos as questões de frente e por isso penso que esta moção será uma provocação interessantíssima para todos os congressistas.
 
É caso para avisar é que poderá, tal como a de há ano e meio, causa urticária a alguns ;)
 
Paulo Colaço
"Tenho pena de já não poder subscrever estas moções."
Seu sacana! Estava eu empedernido, a querer não mostrar sentimentos nostálgicos, com as folhas de subscrição a inundar-me a secretária, com faxes de amigos a chegarem (subscrevendo) e tinhas de ser tu (trintão do raio) a emocionar-me...
 
Como te compreendo...
 
Bruno Ribeiro
Hehe! O "boss" de uma empresa onde trabalhei e a quem faziam todos os anos a mesma surpresa no aniversário disse no ano em que eu lá estive: "ao fim destes anos todos já perderam a capacidade de me surpreender... mas ainda não perderam a capacidade de me emocionar!"
 
E estou a ver que, pelo menos eu, ainda mantenho essa capacidade e emocionei o "boss" do Psico ;)
 
Mas sabes o que é mesmo bonito, Colaço? É que sempre achei que quando fazemos 30 anos devíamos desligar-nos da Jota mas quando me aproximei da altura percebi que, enquanto lá andei, sempre contei com a ajuda dos mais velhos. Uns fizeram-no por gosto e carinho, outros por interesse.
 
A tua - e a minha - emoção mostra o quanto nós fazemos isto apenas pelo carinho que temos por essa coisa que se nos impregnou na pele: a nossa Jota!

 

Ler conversa integral aqui
 
uma infusão de Paulo Colaço às 17:01
link directo
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Servido por

Paulo Colaço

pesquisar aqui

 

Instagram

Instagram

Outras infusões

subscrever feeds

Chávenas recentes

Dou o exemplo da ascensão de Hitler tantas vezes.É...
If justice would ever Justa there would be so many...
Outra versão interessante encontrada no tubo. http...
Alguém que diz que, num casal homossexual, "um hom...
Deixemo-nos de ingenuidades...a rédea curta nos ga...