Chá quente

Dixie Land

O mais importante é o mol...

Chá frio

Junho 2018

Maio 2015

Junho 2014

Abril 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Novembro 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

O Bule

todas as tags

Terça-feira, 4 de Novembro de 2008

Dixie Land

 

Já ouviram falar em Dixville Notch?
Eu também não conhecia esta terrinha de 75 habitantes no New Hampshire.
Acontece que desde 1960 que Dixville inicia as suas votações à meia-noite, aparentemente querem atrair as atenções mediáticas e deixar claro ao mundo qual é a sua preferência. Até porque acaba por ser, normalmente, a primeira localidade a divulgar resultados.
Ora, em Dixville votou 100 do caderno eleitoral: 21 pessoas.
E querem saber o resultado...?
15 para Obama e 6 para Mccain. Este último é o primeiro republicano a perder por lá desde 1968.
Parece que Obama saiu na frente.
 
info

 

 

uma infusão de Paulo Colaço às 07:00
link directo | vai uma chávena?

O mais importante é o molho...

Cerca de 153 milhões de americanos estão nos cadernos eleitorais e prevê-se superar o recorde de 63% estabelecido em 1960.


O mais importante não é o número de votos (Bush teve menos votos que Al Gore), mas a vitória em alguns estados-chave como Ohio (norte), Pensilvânia ou Flórida. Em 2000,

Cada estado possui um número variável de delegados, equivalente ao número dos seus parlamentares no Congresso. A Califórnia tem 55 e os menores estados contam, no mínimo, com três. O candidato que vencer num estado conquista todos os delegados desse estado, independentemente da diferença entre ele e seu adversário. É preciso ganhar pelo menos 270 do total de 538 que compõem o Colégio Eleitoral para ser eleito presidente.

 

(in Público)

 

uma infusão de Paulo Colaço às 03:08
link directo | vai uma chávena?

Servido por

Paulo Colaço

pesquisar aqui

 

Instagram

Instagram

Outras infusões

subscrever feeds

Chávenas recentes

Dou o exemplo da ascensão de Hitler tantas vezes.É...
If justice would ever Justa there would be so many...
Outra versão interessante encontrada no tubo. http...
Alguém que diz que, num casal homossexual, "um hom...
Deixemo-nos de ingenuidades...a rédea curta nos ga...