Chá quente

Um adeus

José Januário

Uma referência

Chá frio

Junho 2018

Maio 2015

Junho 2014

Abril 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Agosto 2012

Novembro 2011

Junho 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Chás mais bebidos

quem já bebeu

O Bule

todas as tags

Sábado, 17 de Julho de 2010

Um adeus

Acabo de saber que faleceu a D. Maria Angélica Ávila de Abreu.
Ocupava o lugar de Secretário-Geral do Grupo SIPEC, empresa gestora da graaande Universidade Internacional.
Uma amiga e forte aliada da Academia e dos seus diversos grupos, especialmente da Tuna.
Das coisas que recordo com mais saudade era do seu olhar vivo e orgulhoso quando a Tuna actuava.
O funeral é amanhã, pelas 11h, em Lisboa.
Para lá irei!

uma infusão de Paulo Colaço às 03:30
link directo | vai uma chávena? | quem já bebeu (2)
Terça-feira, 2 de Fevereiro de 2010

José Januário

Morreu no dia 24 de Janeiro aquele que era para mim o melhor assessor com que o Grupo Parlamentar do PSD contava em S. Bento.

José Januário, jurista, especialista em matéria ambiental, muito respeitado entre os seus pares, grupos ambientalistas e por deputados de vários quadrantes.

Era um amigo que eu tinha no Grupo Parlamentarnos idos do "Governo Barroso".

Todos temos de morrer mas há uns que partem demasiado cedo.

 

O Bule: , ,
uma infusão de Paulo Colaço às 22:37
link directo | vai uma chávena?
Sábado, 27 de Junho de 2009

Uma referência

Há mesmo muito tempo que não ficava triste com a falecimento de uma figura pública.

Quando soube da morte de MJ, fiquei uns momentos muito pensativo, a rever milhares de momentos em que cantei músicas suas, ou em que tentei imitar alguns dos seus passes.

 

Que fique a obra... e as memórias.

uma infusão de Paulo Colaço às 05:14
link directo | vai uma chávena?

Servido por

Paulo Colaço

pesquisar aqui

 

Instagram

Instagram

Outras infusões

subscrever feeds

Chávenas recentes

Dou o exemplo da ascensão de Hitler tantas vezes.É...
If justice would ever Justa there would be so many...
Outra versão interessante encontrada no tubo. http...
Alguém que diz que, num casal homossexual, "um hom...
Deixemo-nos de ingenuidades...a rédea curta nos ga...